1.11.11

Pequena Pietra


O Teto Não Quer Mais Meu Olhar

Hoje é mais um dia,
em que o teto não quer meu olhar 
                       Não tenho presentes para mim                          

Novamente uma dose amarga
precisa descer nessa noite
A obrigação de te fazer sempre feliz
fez toda diferença

Hoje é mais um dia, de sentimentos simples,
sem cenas para representar
Pois o teto não quis,
cansou de entender,
cansou de esperar

Tua voz ainda ecoa,
como chuva batendo no telhado

A obrigação de te fazer sempre feliz,
fez toda diferença

Hoje é mais um dia, de sentimentos simples,
sem cenas para representar

Então deixe-me escrever, 
                         apenas mais uma canção                                                  
Não me faça crer,
que tudo que acreditava
não pode ser dado,
nem recebido

A obrigação de te fazer sempre feliz,
fez toda diferença
Estou com os pés no chão,
mas as lembranças voando,
                    girando para qualquer lugar                    

A mente soa,
a cama gira,
a cede aumenta,
a noite não acaba,
o tempo é irreal  

Amanhã, saberei que tudo foi um sonho,
Pois, apenas achei que alguém me amava
Hoje é mais um dia,
de sentimentos simples,
sem cenas para representar
Pois o teto não quis,
cansou de entender,
cansou de esperar
Hoje o teto não quer mais meu olhar.


niterói-rj | 2011

23.10.11

Inteiro


Deixe-me ser esse inteiro
Aquele, a quem amam não me serve mais
O rosto que a máscara cobria
não é o mesmo que o espelho me trás
Talvez um pouco mais forte
talvez, nada mais
Só me deixe ser esse inteiro
Pois metade não me cabe mais
Talvez um novo estranho
pra aqueles que conhecia
talvez um novo amigo
aqueles que perseguia

O desperdício de ser parte
não mais me satisfaz
Então, deixe-me ser esse inteiro,
por essa noite
e Por todas outras noites iguais


niterói.rj | 2011

8.9.11

Pomba


Branca


Anda amiga, inventa,
Deixa o medo, à alma não levar

Das noites que a vida tenta,
seus sonhos roubar

Amargo e frio foi o recado
Da dor que já passou

Os passos dessa alma clara
Que o tempo não apagou

Vem branca alma rara
Mistura o que a vida ensina
Descobre em ti menina
Que não há fuga para o amor

A verdade o sereno mostra
Quando o sol vem te abraçar
Pois o vento sua alma clara, não consegue carregar

Lembra tua origem nobre
E o brilho das estrelas que herdou
Pois é luz o que teu sorriso leva,
Onde não existi cor

niterói.rj | 2009

20.8.11

Calçada


Sobreviver

Acreditou na estória
Quis ficar ao meu lado
Só para escapar da sua prisão
Seus olhos não conseguem esconder
Só para sobreviver
Como criança está aqui
Querendo atenção ao anoitecer
E Não há nada que a faça mudar de ideia
E acredita na estória
Que da guerra, a paz é seus braços,
Acredita

Quis ficar ao meu lado
Só para sobreviver
E não há nada que a faça mudar de ideia
E não há nada que a faça mudar de ideia

E o que lhe dou
é a recompensa que esperava receber
Para escapar da minha prisão
Pois me lembro
Não consigo esquecer
Só Para sobreviver

E não há nada que a faça mudar de ideia
E não há nada que a faça mudar de ideia
Só Para sobreviver

são gonçalo.rj | 2009

Logo Areia


Folhas



Urbano Porto Rico


Dureza

O ferro o fogo à força funde.
Pois a dureza não fui eu quem fez
A pedra bruta o martelo quebra
A dor da lança a ponta forte encerra, das feridas na cicatriz
E nada o tempo, à alma se apegue ou peça
Pois o vil destino é caro para o aprendiz
E quantas outras tantas chances não são permitidas,
para quem tentou teve e não quis


niterói.rj | 2009

14.8.11

Proteção


Logo Fire

                             

Flora


Aceitação

Luzes
Nuvens que se derramam
Bocas cálidas declamam sua condição
Projetos inacabados de sonhos

Pessoas distantes de si mesma
Passos apressados
Uma chance diferente talvez
Quem sabe, outra opção.

Desejos frustrados
Discos arranhados
Vinho derramado no chão
Olhos aflitos imaginam uma solução

Simples momento,
Desalento
Buscando, contudo,
Contentamento
Singelo objeto
Apenas confuso 
Aceitação


niterói.rj | 2009